Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Evangelho Segundo o Espiritismo  |  Pedi e Obtereis   |  Capítulo XXVII   |  12/08/2019
AÇÃO DA PRECE. TRANSMISSÃO DO PENSAMENTO. 2

219 - O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - ALLAN KARDEC

CAPÍTULO XXVII:   PEDI E OBTEREIS

ITEM 12: AÇÃO DA PRECE. TRANSMISSÃO DO PENSAMENTO

 

Allan Kardec lembra que os males da Terra são de duas categorias: uma, própria de um mundo de expiações e de provas, à qual o homem não pode evitar, outra, a das atribulações e vicissitudes “que ele mesmo provoca, por sua incúria e pelos seus excessos”. Essas últimas, sendo muito mais numerosas do que as primeiras, demonstram que “o homem é o autor das suas aflições, e que poderia poupar-se, se agisse sempre com sabedoria e prudência.”

Todavia, estamos, todos, fazendo nossa caminhada evolutiva, e se fazemos parte da humanidade terrena é porque não temos ainda as condições espirituais de viver em um mundo melhor.

Os que percebem a importância do esforço de viver, o mais possível, de acordo com os ensinos de Jesus, mais esclarecidos pelo Espiritismo, podem evitar muitos males e sofrimentos, reconhecendo as suas imperfeições, esforçando-se por eliminá-las, reconhecendo-as provisórias, prosseguindo sempre no desenvolvendo do potencial divino que existe em cada um dos filhos de Deus.

Empenhando-se o homem, o mais possível, em não ultrapassar os limites do necessário, os quais são determinados pela sua utilidade e pelo uso, evitaria doenças, que são provocadas pelos excessos, e as vicissitudes decorrentes delas.

A lei de Deus é a lei do Amor, que leva o ser a querer para o outro o que quer para si, e, enquanto o homem não sentir a Verdade dessa afirmação, não praticá-la no viver cotidiano, sofrerá as consequências dessa infração à Lei Maior, que são sempre correspondentes às causas que lhes deram origem.

Assim, se nos contentássemos com o necessário para o nosso viver, cada um de acordo com as necessidades do meio no qual vive, não haveria sofrimentos físicos e morais causados pelos excessos.

Não aconteceriam as doenças provocadas pelos excessos em relação ao desprezo para com o corpo físico, nos hábitos alimentares, nos da bebida, nos vícios em geral, que depauperam o corpo, o perispírito e o Espírito, que se sente, então, sem energia, sem vontade de reagir.

Quantas vicissitudes são criadas pela incúria, pela não valorização desse corpo físico, que permite ao Espírito manifestar-se, expressar-se, trabalhar, relacionar-se, amar, aprender e gozar dos prazeres sadios que o viver na Terra pode proporcionar.

Se o homem não fosse tão ambicioso, querendo sempre mais e, muitas vezes, acima das suas possibilidades físicas, materiais e espirituais, de quanta frustração, desilusão, revolta, desespero, que lhe afetam também o corpo físico, podendo abreviar sua existência, ele poderia evitar, e quão mais feliz poderia ser.   

Se o homem não fosse tão orgulhoso das suas faculdades espirituais, dos bens materiais que possui, sentindo-se superior aos outros, quantos temores, quanto amor-próprio ferido, quanto sofrimento, quantas dores morais não evitaria, pois, não existiriam as causas que os produzem.

Se praticássemos a lei da caridade, não seríamos maledicentes, nem invejosos, nem ciumentos, e evitaríamos as querelas e as dissensões. Se não fizéssemos nenhum mal a ninguém, não teríamos de temer as vinganças e assim por diante.”

  Esses raciocínios nos levam a compreender, que somente evitaremos as dolorosas consequências dessas doenças espirituais, combatendo-as, em nós, buscando desenvolver as qualificações boas, que Deus colocou, em germe, dentro de cada um dos seus filhos, em nosso viver cotidiano.

E a prece de quem reconhece suas limitações, suas imperfeições, de quem quer superar-se, é um poderoso instrumento, porque permite, abrindo um canal de comunicação com os Espíritos bons, oferecer-lhes condições para que eles o envolvam em novas energias espirituais saudáveis, eliminando as deletérias, frutos dos maus sentimentos, fortalecendo a vontade no bem, inspirando-lhe bons pensamentos.

Através da prece, tantas vezes quantas forem os momentos de necessidade, em qualquer lugar em que se esteja, podemos mudar nossos sentimentos negativos, aumentar nossa coragem de lutar contra nós mesmos, disciplinando-nos, para transformarmo-nos em melhores pessoas.

Os bons Espíritos não podem retirar o mal que está dentro de nós, criação nossa, nem suspender o funcionamento das leis divinas, mas podem, sempre  que percebem em nós a vontade de libertar-nos de algum pensamento mau,  inspirar-nos bons pensamentos, envolvendo-nos em vibrações amorosas e sábias, que nos auxiliam  mudar no momento, os maus sentimentos que deram origem a eles. Cabe a nós percebê-los e colocá-los em prática, segundo nossa vontade.

Eles não podem revogar a lei de causa e efeito, mas podem auxiliar o esforço de viver as expiações e provas com coragem e resignação, as amenizando, e evitando sofrimentos outros, às vezes mais dolorosos, nas consequências da maneira negativa de receber essas provas e expiações e das soluções erradas para combatê-las.

A prece é um poderoso recurso de sustentação da boa vontade, de combate à má vontade, de mudança na maneira de interpretar e exercitar a vida.

A prece é recomendada por todos os Espíritos. Renunciar a ela é ignorar a bondade de Deus; é rejeitar para si mesmo a Sua assistência; e para os outros, o bem que se poderia fazer.”

   A prece é caridade a nós e aos outros.

 

Leda de Almeida Rezende Ebner – Agosto/ 2019

 

O CENTRO ESPÍRITA BATUIRA esclarece que permanece divulgando os estudos elaborados pela Sra Leda de Almeida Rezende Ebner, após o seu desencarne, com a devida AUTORIZAÇÃO da família e por ter recebido a DOAÇÃO DE DIREITOS AUTORAIS, conforme registros em livros de Atas das reuniões de diretoria deste Centro.
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett